Não precisa ser de primeira,pode ser de quinta.
Não precisa vir num cavalo branco,
mas de vez em quando terá que montar.
Não precisa ser negro,loiro ou ruivo,
basta ter a cor do pecado.
Pode morar na beira de um lago,
ser zoiúdo e comer insetos.
O indispensável é que ele seja
igual a mim,cheio de defeitos.
E que a gente possa conviver
respeitando as nossas diferenças.
Procura-se um príncipe,
pra gente casar igual a gente,
com os mesmos direitos que
nos foram negados tanto tempo.
Tanto faz se vai ser um longo branco
ou um terno bem cortado.
O importante é que tenha bouquet,
para que alguém possa pegá-lo
e ter as mesmas esperanças
que eu tive um dia.
Procura-se um príncipe.

Jorge

Anúncios